Plano de Contingência e Ação para a Prevenção de Transmissão da Doença por Coronavírus (Covid-19) – v3

Atualização de 6 de setembro de 2021

Coronavírus SARS-COV-2

Plano de Contingência e Ação para a Prevenção de Transmissão da Doença COVID-19

NOTA INTRODUTÓRIA

De acordo com os dados da Direção Geral de Saúde (DGS) sobre a evolução da propagação da doença Covid-19, provocada pelo Coronavírus SARS-COV-2, bem como com as indicações constantes no Referencial Escolas – controlo da transmissão de COVID-19 em contexto escolar, também da DGS, e no cumprimento do Despacho n.º 2836-A/2020 para a prevenção e controlo de infeção pelo novo vírus, o Colégio Helen Keller elaborou um conjunto de medidas de prevenção e contenção de transmissão da doença.

O presente Plano representa uma atualização/ especificação ao Plano de Contingência e Ação para Prevenção da Transmissão da Doença COVID-19 elaborado em março de 2020 (e disponível no site www.colegiohelenkeller.pt), razão pela qual não considerámos necessário manter todos os pressupostos teóricos que suportaram a elaboração do primeiro.

O presente documento integra as medidas gerais recomendadas pela DGS (Ponto 1) – e que pretendem apenas relembrar toda a comunidade escolar dos cuidados gerais a adotar em qualquer contexto da sociedade – bem como as diferentes medidas adotadas pelo Colégio Helen Keller para o ano letivo 2021/ 2022 no âmbito de cada uma das suas valências: Creche, Jardim de Infância, 1.º, 2.º e 3.º Ciclos.

As recomendações e procedimentos estabelecidos no Plano de Contingência para a COVID-19 serão divulgados à comunidade escolar através dos meios mais adequados, nomeadamente: e-mail e site oficial.

O presente Plano será revisto e atualizado sempre que se verificar necessidade, nomeadamente pela existência de novas recomendações ou imposições por parte das autoridades competentes.

As diferentes medidas apresentadas visam, por um lado, garantir a maior higienização possível dos espaços e materiais de utilização comum e, por outro, assegurar que é minimizado o contacto entre crianças e adultos de grupos diferentes de modo a que, em caso de aparecimento de um caso positivo, seja possível isolar, de forma clara e segura, os seus possíveis contactos.

Procedimentos até chegar à escola

  • Todos os elementos da comunidade escolar (crianças, pais, funcionários) devem:
    • Lavar as mãos, com água e sabão, por cerca de 20-30 segundos antes de sair de casa;
    • Se utilizarem transportes públicos, os adultos deverão utilizar máscara comunitária certificada ou máscara cirúrgica e as crianças com menos de 6 anos poderão utilizar viseira;
    • Desinfetar as mãos à entrada da escola (caso não possuam desinfetante, existe um dispensador na portaria);

Procedimentos por parte dos funcionários

  • Todos os funcionários que trabalham diretamente com as crianças e que se deslocam para a escola em transportes públicos devem trocar de roupa antes de iniciarem as suas funções;
  • Todos os dias, as educadoras e auxiliares apresentar-se-ão com indumentárias/ fardamentos diferentes dos habituais (embora identificativos do CHK), de modo a garantir que todas as roupas são devidamente higienizadas após cada utilização;
  • Todos os funcionários utilizarão máscaras, podendo também recorrer a viseiras;
  • Todas as educadoras e auxiliares utilizarão calçado próprio para o interior dos edifícios;
  • Todas as educadoras e auxiliares reduzirão ao máximo a utilização de acessórios pessoais;

Entradas e saídas

  • Todas as entradas deverão ser feitas de forma calma e de acordo com as indicações dadas pela portaria;
  • Cada criança apenas poderá ser acompanhada por um adulto (quer à entrada, quer à saída);
  • Todos os acompanhantes devem, obrigatoriamente, usar máscara – a ser colocada antes de entrar na escola;
  • À chegada à sala, é feita uma avaliação da temperatura corporal a todas as crianças;
  • As entradas serão feitas pela portaria devendo contornar o Campo A pela sua direita (em direção à secretaria), seguindo até à porta exterior da respetiva sala;
  • É expressamente proibida a entrada dos acompanhantes nos edifícios – as crianças deverão ser entregues e recolhidas através das portas das respetivas salas que têm acesso direto ao exterior;
  • A saída deverá ser feita contornando o Campo A pelo lado contrário ao referido anteriormente;
  • Os percursos de entrada e saída estão assinalados ao longo do mesmo;
  • Os torniquetes estão também identificados como saída e entrada;
  • Apenas poderão permanecer no interior da escola 10 acompanhantes da creche em simultâneo (devendo entrar apenas de acordo com as indicações da portaria de modo a evitar que se cruzem);
  • Atendendo às regras de entrada alternada de acompanhantes no recinto escolar, é fundamental que as entradas e saídas ocorram com a maior celeridade possível de modo a evitar aglomerados na portaria/ exterior da escola;

Organização diária

  • As quatro salas de creche funcionarão como uma “bolha” única.
  • Medição de Temperatura Corporal
    • Todas as crianças serão avaliadas quanto à temperatura corporal duas vezes ao dia: à chegada e antes de iniciarem a sesta;
    • Sempre que a temperatura corporal seja igual ou superior a 38º, as crianças terão que ser imediatamente retiradas da escola;
    • Sempre que a temperatura corporal seja igual ou superior a 37,5º (mas inferior a 38º), a temperatura será novamente registada no espaço de 30/ 45 min;
  •  Acolhimento e Prolongamento
    • Considera-se acolhimento o período entre as 8h e as 9h e prolongamento o período entre as 16h e as 19h;
    • Quer à entrada, quer à saída, as crianças devem ser entregues ou recebidas com maior brevidade possível;
  • Atividades
    • As crianças desenvolverão as atividades no exterior, sempre que as condições climatéricas assim o permitam;
    • Cada criança deverá, (à semelhança das educadoras e auxiliares) ter um calçado próprio para o interior do edifício (a combinar com a educadora);
    • À porta de cada sala existirá uma sapateira para calçado limpo e outra para calçado “sujo”;
    • As atividades de expressão musical e motricidade serão realizadas nas próprias salas;
  • Brinquedos
    • Cada sala dispõe apenas de brinquedos de fácil higienização, preferencialmente de maiores dimensões;
    • Não é permitido as crianças levarem brinquedos (ou similares) para a escola;
  • Refeições
    • Os lanches (manhã e tarde) serão tomados no espaço onde as crianças estiverem: sala de atividades, exterior…;
    • Além do refeitório da creche manter-se-á em funcionamento um segundo refeitório (também no edifício da creche) de modo a criar mais espaços de refeição;
  • Sestas
    • As sestas serão feitas nos horários habituais e nas respetivas salas;
    • Toda a organização do espaço de dormitório está de acordo com as recomendações da DGS:
    • Cada criança tem o seu próprio catre
    • Os catres estarão com o distanciamento necessário entre si
    • As crianças dormem em posições alternadas entre si
  • Higiene das crianças
    • As crianças farão a lavagem das mãos várias vezes ao dia;
    • Quer os lavatórios das casas de banho, quer as sanitas, estarão identificadas por cores de modo a que as crianças de uma mesma sala utilizem apenas os mesmos espaços;
    • Cada sala terá o seu próprio fraldário, o qual cumprirá as diferentes normas de higienização;
    • O uso do bibe é obrigatório para todas as crianças que já tenham adquirido a marcha – o mesmo deverá ficar sempre na escola durante toda a semana, voltando para casa apenas à sexta-feira;

Higienização dos Espaços

  • Nos dias que antecederam o início do ano letivo todo o espaço da creche foi submetido a uma higienização profunda por parte de uma empresa especializada contratada para o efeito;
  • As diferentes salas de atividades serão submetidas a limpezas regulares ao longo do dia;
  • Quer os refeitórios, quer as casas de banho serão higienizadas após cada utilização;
  • Os brinquedos de exterior (parques) serão higienizados, pelo menos, 2 vezes por dia;

Comunicação escola-família

  • A comunicação entre as famílias e a educadora deverá ocorrer preferencialmente por escrito, utilizando a plataforma Teams e minimizando, desta forma, o tempo de contacto presencial na escola;
  • Os recados/ informações relevantes deverão ser passadas através do canal de comunicação privado (chat) da plataforma Teams;
  • Todos os encarregados de educação deverão fornecer, à respetiva educadora, 2 contactos de emergência.

As diferentes medidas apresentadas visam, por um lado, garantir a maior higienização possível dos espaços e materiais de utilização comum e, por outro, assegurar que é minimizado o contacto entre crianças e adultos de grupos diferentes de modo a que, em caso de aparecimento de um caso positivo, seja possível isolar, de forma clara e segura, os seus possíveis contactos.

Procedimentos até chegar à escola

  • Todos os elementos da comunidade escolar (crianças, pais, funcionários) devem:
    • Lavar as mãos, com água e sabão, por cerca de 20-30 segundos antes de sair de casa;
    • Se utilizarem transportes públicos, os adultos e as crianças com mais de 6 anos deverão utilizar máscara comunitária certificada ou máscara cirúrgica e as crianças com menos de 6 anos deverão utilizar viseira;
    • Desinfetar as mãos à entrada da escola (caso não possuam desinfetante, existe um dispensador na portaria);

Procedimentos por parte dos funcionários

  • Todos os funcionários que trabalham diretamente com as crianças e que se deslocam para a escola em transportes públicos devem trocar de roupa antes de iniciarem as suas funções;
  • Todos os dias as educadoras e auxiliares apresentar-se-ão com indumentárias/ fardamentos diferentes dos habituais (embora identificativos do CHK), de modo a garantir que todas as roupas são devidamente higienizadas após cada utilização;
  • Todos os funcionários utilizarão máscaras, podendo também recorrer a viseiras;
  • Todas as educadoras e auxiliares utilizarão calçado próprio para o interior dos edifícios;
  • Todas as educadoras e auxiliares reduzirão ao máximo a utilização de acessórios pessoais;

Entradas e saídas

  • Todas as entradas deverão ser feitas de forma calma e de acordo com as indicações dadas pela portaria;
  • Cada criança apenas poderá ser acompanhada por um adulto (quer à entrada, quer à saída);
  • Todos os acompanhantes devem, obrigatoriamente, usar máscara – a ser colocada antes de entrar na escola;
  • À chegada à sala, é feita uma avaliação da temperatura corporal a todas as crianças;
  • As entradas serão feitas pela portaria devendo contornar o Campo A pela sua direita (em direção à secretaria);
  • Todas as crianças deverão ser entregues e recebidas na porta principal do edifício;
  • É expressamente proibida a entrada dos acompanhantes nos edifícios;
  • A saída deverá ser feita contornando o Campo A pelo lado contrário ao referido anteriormente;
  • Os percursos de entrada e saída estão assinalados ao longo do mesmo;
  • Os torniquetes estão também identificados como saída e entrada;
  • Apenas poderão permanecer no interior da escola 10 acompanhantes do Jardim de Infância em simultâneo (devendo entrar apenas de acordo com as indicações da portaria de modo a evitar que se cruzem);
  • Atendendo às regras de entrada alternada de acompanhantes no recinto escolar, é fundamental que as entradas e saídas ocorram com a maior celeridade possível de modo a evitar aglomerados na portaria/ exterior da escola;

Organização diária

  • As quatro salas de Jardim de Infância funcionarão como uma “bolha” única.
  • Medição de Temperatura Corporal
    • Todas as crianças serão avaliadas quanto à temperatura corporal duas vezes ao dia: à chegada e depois de almoço;
    • Sempre que a temperatura corporal seja igual ou superior a 38º, as crianças terão que ser imediatamente retiradas da escola;
    • Sempre que a temperatura corporal seja igual ou superior a 37,5º (mas inferior a 38º), a temperatura será novamente registada no espaço de 30/ 45 min;
  • Acolhimento e Prolongamento
    • Considera-se acolhimento o período entre as 8h e as 9h e prolongamento o período entre as 16h e as 19h.
    • Quer à entrada, quer à saída, as crianças devem ser entregues ou recebidas com maior brevidade possível;
  • Atividades
    • As crianças desenvolverão as atividades no exterior, sempre que as condições climatéricas assim o permitam;
    • Cada criança deverá, (à semelhança das educadoras e auxiliares) ter um calçado próprio para o interior do edifício (a combinar com a educadora);
    • As atividades de expressão musical e inglês realizar-se-ão maioritariamente nas respetivas salas;
    • As atividades de Expressão Motora ocorrerão preferencialmente no espaço exterior. Quando tal não for possível será usado o ginásio do JI ou a sala polivalente;
  • Atividades de Escola/ Visitas de Estudo
    • Para cada atividade/ visita de estudo serão definidos os procedimentos adequados/ adaptados ao contexto;
  • Brinquedos
    • Cada sala dispõe apenas de brinquedos de fácil higienização, preferencialmente de maiores dimensões;
    • Não é permitido as crianças levarem brinquedos (ou similares) para a escola;
  • Refeições
    • Os lanches (manhã e tarde) serão tomados no espaço onde as crianças estiverem: sala, exterior…;
    • No refeitório, e à semelhança do que já acontecia, cada sala terá as suas próprias mesas, estando estas devidamente identificadas e afastadas entre si;
  • Sestas
    • As sestas serão feitas nos horários habituais;
      • Toda a organização do espaço de dormitório está de acordo com as recomendações da DGS:
        • Cada criança tem o seu próprio catre
        • Os catres estarão com o distanciamento necessário entre si
        • As crianças dormem em posições alternadas entre si
  • Higiene das crianças
    • As crianças farão a lavagem das mãos várias vezes ao dia;
    • O uso do bibe é obrigatório para todas as crianças – o mesmo deverá ficar sempre na escola durante toda a semana, voltando para casa apenas à sexta-feira;

Higienização dos Espaços

  • Nos dias que antecederam o início do ano letivo todo o espaço do Jardim de Infância foi submetido a uma higienização profunda por parte de uma empresa especializada contratada para o efeito;
  • As diferentes salas de atividades serão submetidas a limpezas regulares ao longo do dia;
  • Quer o refeitório, quer as casas de banho serão higienizadas após cada utilização;
  • Os brinquedos de exterior (parques) serão higienizados, pelo menos, 2 vezes por dia;

Comunicação escola-família

    • A comunicação entre as famílias e a educadora deverá ocorrer preferencialmente por escrito, utilizando a plataforma Teams e minimizando, desta forma, o tempo de contacto presencial na escola;
    • Os recados/ informações relevantes deverão ser passadas através do canal de comunicação privado (chat) da plataforma Teams;
    • Todos os encarregados de educação deverão fornecer, à respetiva educadora, 2 contactos de emergência.

As diferentes medidas apresentadas visam, por um lado, garantir a maior higienização possível dos espaços e materiais de utilização comum e, por outro, assegurar que é minimizado o contacto entre alunos e funcionários de grupos diferentes de modo a que, em caso de aparecimento de um caso positivo, seja possível isolar, de forma clara e segura, os seus possíveis contactos.

Procedimentos até chegar à escola

  • Todos os elementos da comunidade escolar (crianças, pais, funcionários) devem:
    • Lavar as mãos, com água e sabão, por cerca de 20-30 segundos antes de sair de casa;
    • Se utilizarem transportes públicos, os adultos e as crianças com mais de 6 anos deverão utilizar máscara comunitária certificada ou máscara cirúrgica;
    • Desinfetar as mãos à entrada da escola (caso não possuam desinfetante, existe um dispensador na portaria);

Procedimentos por parte dos funcionários

  • Todos os funcionários que se deslocam para a escola em transportes públicos devem trocar de roupa antes de iniciarem as suas funções;
  • Todos os funcionários utilizarão máscaras, podendo também recorrer a viseiras;
  • Todos os funcionários reduzirão ao máximo a utilização de acessórios pessoais;

Entradas e saídas

  • A entrada dos alunos no recinto escolar far-se-á de forma autónoma, ou seja, sem o acompanhamento dos pais;
  • Todas as entradas deverão ser feitas de forma calma e de acordo com as indicações dadas pela portaria;
  • Os torniquetes estão identificados como saída e entrada;
  • Os alunos do 1.º Ciclo devem utilizar máscara em todos os espaços sendo, por isso, necessário que utilizem a mesma para entrada na escola;
  • À entrada da escola (na portaria) é feita uma avaliação da temperatura corporal a todos os que entram;
  • Ao entrarem no recinto escolar, os alunos devem seguir, de imediato, para o seu espaço de recreio ou respetiva sala (caso as atividades já tenham iniciado);
  • Os diferentes percursos estão devidamente assinalados;
  • No final do dia, é permitida a entrada de 1 acompanhante por criança;
  • Os acompanhantes devem obrigatoriamente aguardar a chamada do seu educando no espaço definido para o efeito;
  • Sempre que possível, os acompanhantes devem evitar entrar na escola;
  • Apenas poderão permanecer no recinto escolar 10 acompanhantes de cada grupo em simultâneo;
  • Atendendo às regras de entrada alternada de acompanhantes no recinto escolar, é fundamental que as entradas e saídas ocorram com a maior celeridade possível de modo a evitar aglomerados na portaria/ exterior da escola;

Organização diária

  • O 1.º Ciclo funcionará como uma “bolha” única.
  • Medição de Temperatura Corporal
    • Todos os alunos serão avaliados quanto à temperatura corporal duas vezes ao dia: à chegada (na portaria) e depois de almoço;
    • Sempre que a temperatura corporal seja igual ou superior a 38º, as crianças terão que ser imediatamente retiradas da escola;
    • Sempre que a temperatura corporal seja igual ou superior a 37,5º (mas inferior a 38º), a temperatura será novamente registada no espaço de 30/ 45 min;
  • Recreios (manhã, almoço e tarde)
    • Sempre que possível, as famílias devem estar sensíveis ao facto de, nesta fase, ser desaconselhada a permanência prolongada das crianças na escola. Além dos períodos “normais” de aulas (8h40 às 16h10), as crianças devem permanecer na escola apenas o tempo estritamente necessário;
    • Durante os tempos de recreio, todos os alunos devem usar máscara (apesar de ser um espaço exterior, será precisamente aquele onde será mais difícil garantir o distanciamento social, especialmente devido à idade das crianças) – cada criança deverá fazer-se acompanhar de uma bolsa para que possa guardar a sua máscara;
    • As duas entradas do edifício dispõem de tapetes desinfetantes de modo a que todos procedam à higienização do calçado;
  • Salas/ Atividades
    • Durante o tempo em que as crianças permanecerem nas salas de aula, as mesmas devem manter a porta aberta e, sempre que possível, também as janelas;
    • Quando, por questões climatéricas, não for possível manter as janelas abertas durante as aulas, proceder-se-á ao seu arejamento durante os intervalos entre aulas;
    • Em todas as salas de aula, as crianças estarão em mesas individuais;
    • Todas as mesas de trabalho encontram-se dispostas de acordo com as orientações da DGS e MEC: todas orientadas no mesmo sentido e mantendo, sempre que possível, uma distância mínima de 1m entre si;
    • É fortemente recomendada a utilização de máscara em todas as atividades, exceto nas aulas de Expressão e Educação Físico-Motora;
    • Quando possível, algumas atividades serão realizadas no exterior (nomeadamente aulas de Expressões Artísticas, Educação Musical; Educação Física; Estudo do Meio…)
    • Todas as salas de aula têm doseadores com desinfetante para utilização quer de alunos, quer de professores;
  • Atividades de Escola/ Visitas de Estudo
    • Para cada atividade/ visita de estudo serão definidos os procedimentos adequados/ adaptados ao contexto;
  • Refeições
    • Os lanches (manhã e tarde) serão tomados sob a supervisão dos respetivos professores e ocorrerão no recreio ou nos espaços definidos para o efeito;
    • No caso dos alunos que não usufruem de alimentação da escola, devem garantir que os lanches se encontram nas respetivas mochilas, não sendo possível utilizar os frigoríficos da escola;
    • No almoço, no refeitório, e à semelhança do que já acontecia, cada turma terá as suas próprias mesas, estando estas devidamente identificadas;
    • Serão feitos pequenos desfasamentos nos horários de almoço de modo a evitar entradas e saídas no espaço em simultâneo;
    • Os alunos que não usufruem da alimentação da escola (que trazem almoço de casa) deverão manter as lancheiras sempre junto à sua mochila, levando-a para o refeitório apenas no momento do almoço;
  • Casas de banho
    • As crianças farão a lavagem das mãos várias vezes ao dia;
    • Todas as casas de banho terão sabonete líquido disponível, assim como papel absorvente para a secagem das mãos;

Higienização dos Espaços

  • As diferentes salas de aula serão submetidas a limpezas regulares ao longo do dia;
  • Quer o refeitório, quer as casas de banho serão higienizadas após cada utilização;
  • As diferentes entradas do edifício terão um tapete de higienização a ser utilizado por todos os que entram;

Comunicação escola-família

  • A comunicação entre as famílias e as professoras titulares deverá ocorrer preferencialmente por escrito, utilizando a plataforma Teams;
  • Os recados/ informações relevantes deverão ser passadas através do canal de comunicação privado (chat) da plataforma Teams;
  • Todos os encarregados de educação deverão fornecer, à respetiva professora titular, 2 contactos de emergência.

As diferentes medidas apresentadas visam, por um lado, garantir a maior higienização possível dos espaços e materiais de utilização comum e, por outro, assegurar que é minimizado o contacto entre alunos e funcionários de grupos diferentes de modo a que, em caso de aparecimento de um caso positivo, seja possível isolar, de forma clara e segura, os seus possíveis contactos.

Procedimentos até chegar à escola

  • Todos os elementos da comunidade escolar (crianças, pais, funcionários) devem:
    • Lavar as mãos, com água e sabão, por cerca de 20-30 segundos antes de sair de casa;
    • Se utilizarem transportes públicos, os adultos e as crianças com mais de 6 anos deverão utilizar máscara comunitária;
    • Desinfetar as mãos à entrada da escola (caso não possuam desinfetante, existe um dispensador na portaria);

Procedimentos por parte dos funcionários

  • Todos os funcionários que se deslocam para a escola em transportes públicos devem trocar de roupa antes de iniciarem as suas funções;
  •  Todos os funcionários utilizarão máscaras, podendo também recorrer a viseiras;
  • Todos os funcionários reduzirão ao máximo a utilização de acessórios pessoais;

Entradas e saídas

  •  A entrada e saída dos alunos no recinto escolar far-se-á de forma autónoma, ou seja, sem o acompanhamento dos pais;
  • Todas as entradas deverão ser feitas de forma calma e de acordo com as indicações dadas pela portaria;
  • Os torniquetes estão identificados como saída e entrada;
  • Todos os alunos a partir do 5.º ano devem, obrigatoriamente, usar máscara, a ser colocada antes de entrar na escola;
  • À entrada da escola (na portaria) é feita uma avaliação da temperatura corporal a todos os que entram;
  • Ao entrarem no recinto escolar, os alunos devem seguir, de imediato, para o seu espaço de recreio ou respetiva sala (caso as atividades já tenham iniciado);
  • Os diferentes percursos estão devidamente assinalados;

Organização diária

  • No sentido de progressivamente irem sendo levantadas algumas das restrições/ medidas até agora em vigor, serão eliminadas algumas barreiras físicas que dividiam os 2.º e 3.º Ciclos. Ainda assim, continuarão a ser minimizados os contactos entre ciclos, embora não de forma tão rígida.
  • Medição de Temperatura Corporal
    • Todos os alunos serão avaliados quanto à temperatura corporal duas vezes ao dia: à chegada (na portaria) e depois de almoço;
    • Sempre que a temperatura corporal seja igual ou superior a 38º, os alunos terão que ser imediatamente retirados da escola;
    • Sempre que a temperatura corporal seja igual ou superior a 37,5º (mas inferior a 38º), a temperatura será novamente registada no espaço de 30/ 45 min;
  • Recreios (manhã, almoço e tarde)
    • Cada grupo (5.º/ 6.º anos; 7.º, 8.º e 9.º anos) terá um espaço exterior previamente definido para usufruir dos tempos de recreio;
    • Sempre que possível, as famílias devem estar sensíveis ao facto de, nesta fase, ser desaconselhada a permanência prolongada dos alunos na escola. Além dos períodos “normais” de aulas (8h50 às
      16h10), os alunos devem permanecer na escola apenas o tempo estritamente necessário;
  • Salas/ Atividades
    • Todos os corredores do edifício estão equipados com doseadores de desinfetante (álcool gel);
    • Relativamente aos grupos formados (2.º Ciclo; 3.º Ciclo):
      • 2.º Ciclo – salas de aula no Piso 0; entrada por uma das portas secundárias;
      • 3.º Ciclo – salas de aula no Piso 1 e Piso 2; entrada pela porta principal;
    • Durante o tempo em que os alunos permanecerem nas salas de aula, as mesmas devem manter a porta aberta e, sempre que possível, também as janelas;
    • Quando, por questões climatéricas, não for possível manter as janelas abertas durante as aulas, proceder-se-á ao seu arejamento durante os intervalos entre aulas;
    • Todos os alunos devem, obrigatoriamente, utilizar máscara dentro da sala de aula;
    • Em todas as salas de aula, os alunos estarão em mesas individuais;
    • Todas as mesas de trabalho encontram-se dispostas de acordo com as orientações da DGS e MEC: todas orientadas no mesmo sentido e mantendo, sempre que possível, uma distância mínima de 1m entre si;
  • Atividades de Escola/ Visitas de Estudo
    • Para cada atividade/ visita de estudo serão definidos os procedimentos adequados/ adaptados ao contexto;
  • Refeições
    • No sentido de garantir o desfasamento entre grupos/ ciclos, os alunos do 2.º e 3.º Ciclos almoçarão em dois pisos distintos, e em dois horários diferentes (de acordo com a última aula da manhã): uns às 13h, outros às 13h30;
    • O lanche ocorrerá nos espaços definidos para o efeito;
  • Casas de banho
    • Em cada Piso (durante os períodos de aulas), os alunos utilizarão as casas de banho do respetivo piso;
    • Durante os períodos de recreio, as casas de banho serão igualmente divididas por grupos:
      • 2.º Ciclo – casas de banho do Piso 0 (interior do edifício)
      • 3.º Ciclo – casas de banho do “pinhal”
    • Todas as casas de banho terão sabonete líquido disponível, assim como papel absorvente para a secagem das mãos;

Higienização dos Espaços

  • As diferentes salas de aula serão submetidas a limpezas regulares ao longo do dia;
  • Quer o refeitório, quer as casas de banho serão higienizadas após cada utilização;
  • As diferentes entradas do edifício terão um tapete de higienização a ser utilizado por todos os que entram;

Comunicação escola-família

  • A comunicação entre as famílias e os diretores de turma deverá ocorrer preferencialmente por escrito, utilizando a plataforma Teams;
  • Os recados/ informações relevantes deverão ser passadas através do canal de comunicação privado (chat) da plataforma Teams;
  • Todos os encarregados de educação deverão fornecer, ao respetivo diretor de turma, 2 contactos de emergência.

Medidas Transversais às diferentes valências/ ciclos:

  • Higiene/ Manutenção
    • Todos os funcionários farão medições regulares de temperatura corporal (mínimo 2 vezes por dia);
    • Existirão dispensadores de solução alcoólica nos espaços comuns (portaria, refeitórios, entradas dos edifícios), bem como em cada sala de atividades;
    • As janelas e portas das salas deverão ser abertas sempre que possível, de modo a facilitar o arejamento dos espaços;
    • As diferentes superfícies comuns serão desinfetadas com regularidade (corrimãos; maçanetas das portas; torniquetes);
  • Reuniões
    • As reuniões gerais de encarregados de educação serão realizadas via Teams;
    • As reuniões individuais com encarregados de educação poderão ser realizadas presencialmente ou via Teams;
    • Sempre que se opte por reuniões presenciais, apenas poderá estar presente o encarregado de educação – outros elementos considerados relevantes (nomeadamente técnicos de educação especial) poderão também estar presentes assumindo um caráter excecional;
    • As reuniões de professores serão também preferencialmente realizadas remotamente, à exceção dos Conselhos Pedagógicos;
  • Atividades Extracurriculares
    • As diferentes atividades extracurriculares terão em consideração os diferentes grupos formados:
      • Jardim de Infância
      • 1.º Ciclo
      • 2.º Ciclo
      • 3.º Ciclo
  • Bar
    • Os alunos apenas se poderão deslocar ao bar da escola no horário definido para o seu grupo;
  • Serviços Administrativos
    • Os serviços administrativos funcionarão nos horários normais, contudo, os pais e encarregados de educação deverão privilegiar os contactos não presenciais (telefone, email);
    • Todos os atendimentos presenciais requerem marcação prévia;
    • Os pagamentos devem ser efetuados, preferencialmente, por transferência bancária (IBAN PT50 0007 0079 0000 1660 0095 5), sendo indispensável o envio do comprovativo de pagamento para o email da tesouraria (estela.lopes@colegiohelenkeller.pt) ;
  • Saúde/ Bem-estar:
    • Durante todo o período em que o presente plano se encontrar vigente não devem entrar ou permanecer na escola as crianças que apresentem quaisquer sintomas de constipação, gripe, perturbação gastrointestinal (ou similares), incluindo mal-estar geral, ainda que não associado a qualquer sintoma específico;
    • Sempre que uma criança tenha febre e/ ou tosse e/ou dificuldades respiratórias e/ ou problemas gastrointestinais não deverá ir para a escola, sendo que o encarregado de educação deverá informar a educadora/ professora titular/ diretor de turma do motivo da falta;
    • Caso uma criança desenvolva os sintomas referidos no ponto anterior na escola, o encarregado de educação será contactado e deverá, de imediato, dirigir-se à escola, sendo desde logo contactada também a linha de SNS24. Até à chegada dos pais, a criança ficará na sala de isolamento;
    • Perante a existência de qualquer caso confirmado todos os encarregados de educação dos alunos dessa mesma “bolha” serão informados;
  • Aulas à distância
    • Cada encarregado de educação deverá preencher a respetiva autorização para que o seu educando participe nas aulas síncronas e assíncronas;
    • Oportunamente serão divulgadas as normas específicas para um eventual período de ensino à distância.
  • Pagamentos/ descontos
    • Em caso de encerramento do Colégio Helen Keller por decisão alheia à própria escola, não haverá lugar a qualquer desconto sobre as mensalidades, contudo, não serão cobrados todos os serviços complementares não prestados e que não impliquem um custo direto para a escola, nomeadamente:
      • Alimentação
      • Serviço de Refeitório
      • Sala de Estudo
      • Atividades Extracurriculares
      • Prolongamentos
  • Todos os serviços associados aos apoios complementares (tutorias, terapias, psicologia…) continuarão a ser assegurados à distância não havendo, por isso, lugar a qualquer desconto;
  • Não obstante do descrito no ponto anterior, quando verificada a impossibilidade de prestação do referido apoio (quer pela especificidade do mesmo, quer pela condição da criança que dele beneficia) será organizado um plano de compensação a implementar.

Coordenadores do plano de contingência

Ana Lúcia Pelarigo

Diretora Pedagógica

Nuno Pina

Diretor de Serviços

Equipa operativa responsável ocorrência

Catarina Neves

Recursos Humanos

Joana Silvestre

Professora de Educação Especial e Coordenadora do Departamento

Equipa operativa limpeza e higiene

Verónica Sousa

Administrativa

Estela Lopes

Responsável Tesouraria

Lisboa, 6 de setembro de 2021

Os coordenadores do plano

Ana Lúcia Pelarigo

Nuno Pina